Homem é acusado de violentar e matar menino em SP

O suspeito foi preso após prestar depoimento, na noite de terça-feira, na zona norte da cidade

Solange Spigliatti, estadao.com.br

13 de agosto de 2008 | 10h37

Daniel Francisco da Silva, de 38 anos, foi preso na noite de terça-feira, 12, após prestar depoimento na 13ºDP, na Casa Verde, zona norte de São Paulo. Ele é acusado de violentar e espancar D.L.S., de 2 anos. O crime aconteceu na tarde da última segunda-feira, 4. A criança estava sob cuidados de Silva, junto com os filhos dele, um rapaz de 13 anos e uma menina de 1 ano e meio, enquanto a mãe do garoto saiu em companhia da esposa de Silva para uma reunião escolar. Segundo o delegado Reynaldo Peres, Silva, em seu primeiro depoimento, disse que a criança havia caído da escada da casa. A criança chegou a ser levada para o Hospital do Mandaqui, mas chegou morta. Foi o próprio suspeito que fez o boletim de ocorrência sobre o suposto acidente, segundo Peres. As informações do depoimento foram confirmadas pelo filho de Silva, de 13 anos, que segundo o delegado, foi obrigado pelo pai a confirmar a versão. Na noite de terça, diante do laudo do Instituto Médico Legal, atestando que a morte criança foi causada por hemorragia interna, resultado de violência sexual e espancamento, Silva confessou ter jogado a criança do alto da escada e pisado sobre o corpo do menino, mas negou ter estuprado Daniel.

Tudo o que sabemos sobre:
pedofilia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.