Homem de 25 anos que recebeu rim de Eloá passa bem

Cirurgia foi feita na tarde de segunda na Beneficência Portuguesa; mulher que recebeu coração já se comunica

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

21 de outubro de 2008 | 12h14

O homem de 25 anos que recebeu o rim esquerdo e pâncreas de Eloá Cristina Pimentel, de 15 anos, passa bem após a cirurgia. O transplante foi feito na tarde de segunda-feira, 20, no Hospital Beneficência Portuguesa, que soltou um boletim médico no fim da manhã desta terça-feira, 21. O paciente "está acordado e sem dor" e os médicos consideraram "clinicamente bem" seu estado de saúde, segundo o boletim.   Veja também: Corpo de Eloá é enterrado e 12 mil acompanham a cerimônia 'Eu sabia', diz Nayara sobre morte de Eloá Leia o depoimento de Nayara após ser libertada por Lindemberg 'Eu perdôo Lindemberg', diz mãe de Eloá 'Eu lembro que eu dei um na Eloá', diz Lindemberg Lindemberg é transferido para Tremembé Polícia de Alagoas investiga se pai de Eloá é foragido da Justiça Polícia Civil investigará ação do Gate  100 horas da tragédia no ABC  Saiba como foi o fim do seqüestro Confira cronologia do seqüestro Galeria com imagens do seqüestro Todas as notícias sobre o caso Imagens da negociação com Lindemberg Alves I  Imagens da negociação com Lindemberg Alves II  Especialistas falam sobre o seqüestro no ABC Eloá, 'uma menina falante'; Lindemberg, 'um trabalhador' Seqüestro em Santo André é o mais longo registrado em SP      O rim e o pâncreas "estão com boa função e estão evoluindo bem", de acordo com a coordenadora clínica da equipe de transplantes de rim e pâncreas do hospital, Dra. Irene Noronha. Ainda segundo o boletim, "o pâncreas apresenta boa função e o nível de glicemia do paciente, que sofria com diabetes crônico, está normal, sem necessidade de insulina".   Maria Augusta dos Anjos, de 39 anos - que recebeu o coração de Eloá em uma cirurgia feito no mesmo hospital -, também passa bem e continua com o quadro clínico estável, segundo o Dr. José Pedro da Silva. Os tubos foram retirados na noite de segunda e ela já conversa normalmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.