Homem armado libera um dos reféns na zona leste de SP

Três pessoas ainda são mantidas reféns; homem invadiu o local para tentar se reconciliar com a ex-mulher

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

25 de abril de 2008 | 05h34

Às 3h20 desta sexta-feira, 25, um dos quatro funcionários mantidos reféns desde as 21h30 de quinta em uma lanchonete no bairro do Tatuapé, na zona leste da capital, foi liberado por um homem que ainda ameaça as demais vítimas com um revólver calibre 38. Segundo a polícia, o rapaz liberado, identificado apenas como Leandro, trabalha na cozinha do estabelecimento comercial. Já dura mais de 8 horas o drama no interior da casa de esfirras Turco, localizada na esquina da Rua Visconde de Itaboraí com a Rua Tijuco Preto. Segundo a polícia, armado, o acusado, identificado como Carlos, ainda ameaça a ex-mulher Rosinete, que trabalha como atendente no local, e outros dois funcionários - um cozinheiro, Cícero, e outra atendente, identificada como Maria. Todos estão no banheiro. Um casal de clientes com seus dois filhos e o motoboy que realiza entregas conseguiram deixar o estabelecimento e acionaram a Polícia Militar, que cercou a lanchonete. Como as negociações não progrediam, os policiais do 08º Batalhão resolveram pedir auxílio a colegas do Grupo de Ações Táticas e Especiais (GATE). O grupo de elite da PM chegou ao local no início da madrugada, mas não há previsão de que o rapaz armado se entregue. Segundo a polícia, Carlos procurou Rosinete no trabalho com o objetivo de se reconciliar com ela, mas, ao não ter da moça a atenção desejada, resolveu sacar a arma e tomar todos reféns, dizendo que irá matar a funcionária e depois se suicidar.

Tudo o que sabemos sobre:
refénsTatuapé

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.