Reprodução
Reprodução

Helicóptero da dupla sertaneja Bruno e Marrone cai no interior de SP

Três pessoas estavam na aeronave, incluindo Marrone; segundo hospital, ele está internado, em observação

Marcela Gonsalves, Central de Notícias

02 de maio de 2011 | 15h54

SÃO PAULO - Um helicóptero modelo Esquilo caiu na tarde desta segunda-feira, 2, próximo ao Recinto de Exposições em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, a 450 km da capital. Marrone, da dupla sertaneja Bruno e Marrone, um de seus assessores e o piloto estavam na aeronave na hora do acidente.

 

Veja também:

som Estadão ESPN: Capitão dos bombiros conta detalhes do acidente

 

A queda aconteceu por volta das 15h. O cantor, que chegou a sair andando da aeronave, foi levado para o Hospital de Base da cidade, onde passou por exames e segue internado na a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em observação. Marrone teve leves escoriações e o estado dele é considerado estável. Não há risco de morte.

 

A pedido dos familiares, o hospital não informou o estado de saúde de Jardel Alves Borges Bezerra, o outro ocupante do helicóptero e assessor de Marrone. Já o piloto do helicóptero, com o braço quebrado e parte do pé decepado, foi encaminhado à Santa Casa da cidade. Ele passaria por uma cirurgia para a reconstrução do membro.

 

Causas. O capitão Marcos Vinícius Baracho, do Grupo Aéreo dos Bombeiros de São José do Rio Preto, disse em entrevista à rádio Estadão ESPN que todos os feridos estavam conscientes quando foram socorridos.

 

O capitão afirmou ainda que o piloto do helicóptero disse que a aeronave perdeu potência e por isso tentou o pouso forçado. "O local está isolado e a equipe do Cenipa foi acionada e vão fazer a perícia. Mais ou menos em 90 dias deve sair o laudo (com as causas do acidente)".

 

 

Atualizado às 19h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.