Haddad receberá título de cidadão ilustre de Buenos Aires

Prefeito de São Paulo vai visitar 40ª Feira do Livro e andará em ciclovia portenha

Ariel Palacios, O Estado de S. Paulo

24 Abril 2014 | 14h43

BUENOS AIRES - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), receberá nesta quinta-feira, 24, o título de cidadão ilustre da cidade de Buenos Aires. A honraria será entregue pelo prefeito portenho, Maurício Macri, no edifício da Sociedade Rural, onde começa nesta quinta formalmente a 40ª. Feira do Livro de Buenos Aires, um dos principais eventos culturais da América Latina.

Este ano a feira portenha terá um destaque especial para os livros de autores de São Paulo, que será a primeira cidade brasileira a ser homenageada na Feira portenha.

No fim da tarde, Haddad encontrará o prefeito de Buenos Aires, Maurício Macri, na estação do metrô Praça Itália, localizada na frente dos edifícios onde se realiza a Feira do Livro.

Dali os dois caminharão até a área da exposição, onde Haddad receberá o título de cidadão ilustre da capital argentina. Na sequência percorrerá a Feira do Livro junto com Macri. O prefeito de São Paulo posteriormente participará da inauguração da Feira.

À noite, segundo sua agenda, Haddad será recebido pelo embaixador brasileiro na Argentina, Everton Vargas, para um jantar de homenagem. A embaixada do Brasil em Buenos Aires, o palácio Pereda, na elitista rua Arroyo, no bairro de Retiro, é um dos marcos arquitetônicos da capital argentina.

Na sexta-feira, 25, representantes da prefeitura portenha farão uma demonstração do funcionamento do "Ecobicis", um sistema de ciclovias de Buenos Aires. O plano das autoridades portenhas é que Haddad suba em uma bicicleta e faça um breve percurso no bairro da Recoleta. Na sequência, integrantes do governo de Buenos Aires levarão Haddad a um percurso no "Metrobus", um novo sistema de ônibus rápidos em funcionamento no centro da cidade.

Colega. Macri, do partido Proposta Republicana (PRO), de centro-direita, de oposição ao governo da presidente Cristina Kirchner, é um dos diversos virtuais presidenciáveis para as eleições do ano que vem. A presidente Cristina, da Frente pela Vitória, uma sublegenda do partido Justicialista (Peronista), não poderá ser candidata, já que foi reeleita em 2011. A carta magna argentina proíbe duas reeleições presidenciais consecutivas.

Macri, ex-presidente do time Boca Juniors, encerra no ano que vem seu segundo mandato como prefeito portenho, Durante os oito anos de administração sofreu constantes problemas com o sistema de metrô, alagamentos de bairros de classe média alta e alta, além de violentas manifestações populares.

Periferia paulistana. Os eventos relativos a São Paulo incluirão quinze saraus literários de regiões periféricas paulistanas, entre os quais o Cooperifa, a Voz do Povo e a Poesia Maloquerista.

Dentro das atividades culturais brasileiras ocorrerá a exibição de 24 filmes do Brasil no Museu de Arte Latino-americana (Malba).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.