Haddad promete 16 mil vagas de creche no primeiro ano de mandato

Número representa 12% das 127 mil crianças na fila, segundo balanço da Secretaria Municipal de Educação do mês de junho

Artur Rodrigues, O Estado de S. Paulo

14 de agosto de 2013 | 13h25

SÃO PAULO - O prefeito Fernando Haddad (PT) prometeu nesta quarta-feira, 14, criar 16 mil vagas de creches até o fim do primeiro ano de mandato. O número representa 12% das 127 mil crianças na fila, segundo balanço da Secretaria Municipal de Educação do mês de junho.

Durante a campanha, Haddad prometeu zerar o déficit de vagas na cidade. Para isso, aposta na rede conveniada. "Não conseguiremos zerar o déficit se não fizermos duas medidas: primeiro ampliar a rede própria e em segundo ampliando os convênios também", disse. De acordo com ele, há hoje mais de mil entidades conveniadas.

Haddad afirma que é necessário, porém, forte fiscalização sobre a rede conveniada. "Existem boas instituições que vão receber apoio e aquelas que não estiverem cumprindo com as diretrizes da secretaria vamos descredenciar." Haddad afirmou que as entidades que não se adequam são a minoria.

Para ampliar a rede própria, a Prefeitura esbarra na dificuldade de encontrar terrenos. "É isso que está emperrando a expansão mais acelerada do crescimento", disse.

Até agora, a Prefeitura encaminhou ao Ministério da Educação a definição de 87 áreas para a construção de unidades em parceria com o governo federal. A administração pretende construir 172 centros infantis em convênio com a União. Outras 72 serão feitas com dinheiro próprio ou em parceria com o governo do Estado, totalizando 243.

Tudo o que sabemos sobre:
Fernando Haddadcreches

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.