Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Haddad mantém artigo que impede remanejar verba de subprefeituras

Prefeito de São Paulo, porém, vetou execução de emenda de vereador em sanção do Orçamento de 2015, que é de R$ 51,3 bi

Diego Zanchetta, O Estado de S. Paulo

05 Janeiro 2015 | 12h10

SÃO PAULO - O prefeito Fernando Haddad (PT) sancionou o Orçamento para 2015, de R$ 51,3 bilhões, e manteve o artigo criado pelos vereadores que impede o remanejamento de verbas reservadas para as 32 subprefeituras. 

Haddad, porém, vetou o artigo que obriga o Executivo a executar R$ 3 milhões em emendas para cada um dos 55 vereadores paulistanos. A justificativa do governo é de que "os projetos vinculados às emendas precisam passar por avaliação técnica para verificar a viabilidade da proposta, que pode depender de questões que não estão sob comando do Executivo."

Ao todo Haddad vai ter R$ 7,8 bilhões para novos investimentos neste ano. Segundo o governo, os gastos previstos em áreas como a Educação preveem um aumento de 7% em relação ao projetado para ser utilizado até o fim de 2014. O acréscimo na área da Saúde chega a 17% e, na área de Transportes, a 47%.

Mais conteúdo sobre:
Fernando Haddad Orçamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.