Haddad defende instalação de CPI na Câmara para apurar supostas irregularidades envolvendo Aref

Pré-candidato petista à Prefeitura de São Paulo acredita que comissão é a melhor maneira de investigar as supostas irregularidades envolvendo o ex-diretor da Prefeitura

Fernando Gallo - O Estado de S. Paulo,

14 de junho de 2012 | 20h53

SÃO PAULO - O pré-candidato petista à Prefeitura de São Paulo Fernando Haddad defendeu nesta quinta-feira, 14, a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara municipal de São Paulo para apurar irregularidades envolvendo o ex-diretor da Prefeitura Hussain Aref. "Tem que instalar uma CPI, admitir quebra de sigilo telefônico, bancário e fiscal. É um caso muito grave. Se o objetivo é apurar, não há outro caminho", afirmou.

Haddad criticou a comissão das apurações pela Prefeitura de São Paulo. "Não dá para afastar o servidor e dar o caso por encerrado", disse.

Segundo o pré-candidato petista, o tamanho das supostas irregularidades pode ser muito maior do que o divulgado até agora pela imprensa. "O volume de recursos envolvidos é gigantesco. Podemos estar tratando da ponta de um iceberg quando falamos em mais de 100 imóveis porque se os imóveis foram repassados para o nome dele quantos não foram? Quanto de propina foi supostamente paga em espécie, em outros municípios que não tem cartórios informatizados?", questionou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.