Haddad comemora suspensão de liminar que barrava ciclovias em SP

Tribunal de Justiça derrubou nesta sexta-feira, 27, liminar que paralisava as obras

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

28 de março de 2015 | 11h15

O prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) elogiou a medida do Tribunal de Justiça, que derrubou nesta sexta-feira, 27, liminar que paralisava as obras de ciclovia em toda a cidade. 

"Eu entendo que é a solução mais moderna para a cidade. O mundo todo discute mobilidade hoje. É unânime no mundo inteiro que a solução vem de transporte público e malha cicloviária", afirmou Haddad, após visita a uma das ações "Prefeitura nos Bairros", na Vila Moraes, na zona sul.

As ciclovias estavam suspensas desde que uma decisão do juiz da 5.ª Vara da Fazenda Pública da Capital, Luiz Fernando Rodrigues Guerra, acatou argumento apresentado pelo Ministério Público Estadual, que alegou falta de estudo prévio de impacto viário e projetos executivos. O pedido havia sido apresentado pela promotora de Justiça de Habitação e Urbanismo Camila Mansour Magalhães da Silveira, autora da ação civil pública ajuizada na quarta.

Haddad descartou ainda a possibilidade de que novas precauções possam see tomadas para evitar outras ações judiciais. "Essa tese (da falta de planejamento) foi refutada pela Justiça. Respeitá-la é um direito contra a própria Justiça". 

Tudo o que sabemos sobre:
cicloviasSão PauloFernando Haddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.