Haddad blinda Kassab sobre atraso na verba federal do PAC

Haddad blinda Kassab sobre atraso na verba federal do PAC

Prefeito e ministro das Cidades estiveram em agenda conjunta para lançar 156 unidades habitacionais na zona leste da capital paulista

Juliana Diógenes, O Estado de S. Paulo

19 Junho 2015 | 19h13

SÃO PAULO - Após três meses de queixas públicas sobre a demora na liberação dos recursos federais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para São Paulo, o prefeito Fernando Haddad (PT) preferiu blindar nesta sexta-feira, 19, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab. Os dois estiveram em agenda conjunta para lançar 156 unidades habitacionais em Itaquera, na zona leste da cidade. 

Questionado sobre o que tem travado o desembolso de verba federal para a cidade - da ordem de R$ 8,1 bilhões, recurso prometido pela presidente Dilma Rousseff (PT) -, Kassab não respondeu. Quem se adiantou foi o prefeito: "Deixa eu responder", disse para o ministro.

"Todas as licitações previstas no PAC já foram liberadas pela Caixa Econômica Federal. Todos os projetos anunciados pela presidente Dilma em 2013 foram liberados. 70% já estão licitados e licenciados. Só está faltando 30% para concluir a licitação", explicou o prefeito. Até fevereiro, São Paulo tinha recebido somente R$ 418 milhões, dos R$ 8,1 prometidos.

Segundo Haddad, a Caixa Econômica disponibilizou nesta quinta verba para dois corredores de ônibus. "Liberaram Ribeirão Perus e Carlos Caldeira, do Viário Sul, que eram as duas últimas obras que precisava liberar pela Caixa". 

O prefeito depende da liberação de recursos do Ministério das Cidades para dar início ou continuidade a obras do PAC Mananciais, PAC Mobilidade, PAC Drenagem e Minha Casa Minha Vida 3. Segundo ele, 84 mil unidades habitacionais estão em licenciamento e a Prefeitura aguarda o anúncio da próxima etapa do programa, previsto para agosto deste ano. 

O secretário de Governo Chico Macena se reuniu esta semana com o Ministério do Planejamento e apresentou o cronograma de obras da Prefeitura de São Paulo para discussão com a pasta. Um novo encontro está previsto para a próxima terça-feira, 23.

Mais conteúdo sobre:
Fernando Haddad Gilberto Kassab

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.