Haddad articula ação conjunta de prefeitos

Objetivo do prefeito é unir esforços dos municípios atendidos pela Sabesp ao governo do Estado para enfrentar a crise hídrica

O Estado de S.Paulo

23 Janeiro 2015 | 23h13

SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), informou nesta sexta-feira, 23, que está articulando uma reunião de 30 prefeitos da região metropolitana e com o secretário estadual de Recursos Hídricos, Benedito Braga. O objetivo, segundo Haddad, é unir esforços das gestões de municípios atendidos pela Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo (Sabesp) ao governo do Estado para enfrentar a crise hídrica.

Haddad disse à Agência Brasil já ter recebido uma sinalização positiva do secretário, que, segundo ele, propôs algumas datas para a reunião. “Os prefeitos querem colaborar com o governo do Estado para superar o problema”, afirmou o prefeito. 

O petista afirmou ainda que a vinda de Braga para a secretaria mostra uma mudança de postura do governo estadual. Ele lembrou que, no ano passado, reuniões conjuntas foram marcadas, mas acabaram não sendo realizadas. 

A gestão paulistana ainda está estudando um anteprojeto encaminhado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), prevendo punições ao desperdício de água. A punição sugerida às prefeituras da Grande São Paulo prevê multa de R$ 250 a R$ 1 mil para quem for flagrado usando água tratada pela Sabesp para lavar calçadas residenciais ou comerciais

Mais conteúdo sobre:
Crise da água Fernando Haddad Sabesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.