Haddad anuncia secretários que faltavam para compor seu governo

Prefeito eleito de São Paulo extinguiu três secretarias e criou três novas pastas

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

14 de dezembro de 2012 | 18h41

O prefeito eleito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), completou nesta sexta-feira (14) o processo de indicação dos secretários que integrarão seu governo a partir de 1º de janeiro. Foram apresentados o ex-ministro da Cultura Juca Ferreira (Cultura), o deputado estadual Simão Pedro (Serviços), o economista Osvaldo Spuri (Infraestrutura e Obras), o engenheiro José Floriano de Azevedo Marques Neto (Habitação) e o promotor de Justiça Roberto Porto (Segurança Urbana). Haddad também anunciou o substituto do vereador Roberto Tripoli (PV) na Secretaria do Verde e Meio Ambiente: o também vereador do PV Ricardo Teixeira.

Na quinta-feira (13), Tripoli formalizou sua desistência alegando dificuldade administrativa para reformular toda a gestão. Nos bastidores, especulou-se que Tripoli teria se assustado com o volume de trabalho demandado pelo novo prefeito. Essa foi a primeira baixa do secretariado de Haddad a poucos dias da posse.

Na nova estrutura da administração municipal, o prefeito eleito extinguiu três secretarias e criou três novas pastas: Promoção da Igualdade Racial, Políticas para as Mulheres e a Controladoria Geral do Município (CGM), esta última ainda sem indicação. Segundo a assessoria do prefeito eleito, o indicado será anunciado quando a nova estrutura da pasta for concluída.

As ações da Secretaria Especial da Articulação para a Copa de 2014, criada pela gestão de Gilberto Kassab (PSD), serão absorvidas pela vice-prefeita Nádia Campeão (PCdoB). A Secretaria Especial do Microempreendedor Individual será integrada à pasta de Desenvolvimento Econômico e os projetos da Secretaria Municipal de Participação e Parceria serão vinculados à Secretaria Especial de Direitos Humanos.

Tudo o que sabemos sobre:
HADDADSECRETARIADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.