Haddad anuncia criação de 60 km de corredores de ônibus em São Paulo

Segundo o prefeito, falta apenas a licença ambiental emitida pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente início das obras

Caio do Valle, O Estado de S. Paulo

02 Setembro 2014 | 21h57

SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), disse nesta terça-feira, 2, que mais 60 quilômetros de novos corredores de ônibus devem começar a ser construídos em outubro. Segundo ele, falta apenas a licença ambiental emitida pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente para que as obras se iniciem. “Nós já temos 97 km licitados, dos 150 km (prometidos pelo governo), sendo 37 km em execução e 60 km aguardando a licença ambiental, mas já contratados”, disse Haddad.

Entre as obras em execução estão os corredores da Avenida Engenheiro Luiz Carlos Berrini, a ampliação do da Avenida 9 de Julho (entre as Avenidas São Gabriel e Cidade Jardim), na zona sul, e a reforma do leito para ônibus da Avenida Inajar de Souza, na zona norte. “Vamos ter em execução até o fim do ano 97 km, que é praticamente tudo o que São Paulo construiu ao longo de sua história.” Atualmente, a capital tem 120 km de corredores exclusivos. 

Além disso, uma portaria do Ministério das Cidades, prevista para ser publicada ainda nesta semana, garantirá à Prefeitura a licitação de outros 60 km. As obras deverão ter início, de acordo com Haddad, até março de 2015. A previsão de entrega é até o fim de 2016, quando termina o mandato do petista. No início do ano, o Tribunal de Contas do Município (TCM) suspendeu a construção dos corredores alegando que faltava a Prefeitura identificar a origem dos recursos. O financiamento virá do governo federal.

Mais conteúdo sobre:
Fernando Haddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.