Haddad afrouxa restrição a ônibus fretados

Entrave a circulação de ônibus foi flexibilizado em 21 vias da região central de São Paulo

Caio do Valle, O Estado de S. Paulo

20 Junho 2013 | 15h56

SÃO PAULO - A gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) decidiu afrouxar a restrição aos ônibus fretados na capital paulista. Portaria publicada nesta quinta-feira, 20, libera 21 vias que antes estavam totalmente restritas a esse tipo de veículo entre as 5h e as 21h, nos dias úteis. Entre elas, figuram as Avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Doutor Arnaldo.

Contudo, os veículos só poderão circular por ali, sem parar. E, para isso, deverão pedir uma Autorização Especial de Trânsito à Secretaria Municipal dos Transportes. A requisição pode ser feita pela internet. A multa para quem desobedecer e for flagrado é de R$ 85,13, além de três pontos na carteira de habilitação. A circulação só estará liberada para o veículo a partir do momento que o motorista receber a autorização.

Originalmente, havia proibição para o transporte coletivo particular em 45 vias da cidade, dentro da chamada Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF), que fica basicamente dentro da área do centro expandido. Continuam na lista de locais restritos aos fretados vias como as Avenidas Rebouças, Paulista, São Gabriel e Brigadeiro Luís Antônio.

O endurecimento das regras para os ônibus fretados foi uma das principais apostas da gestão do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD) para tentar reduzir os congestionamentos na capital. As regras foram lançadas em 2009. A administração anterior foi marcada por várias restrições no tráfego, outras das quais foram a dos caminhões e das motos nas marginais.

Dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) divulgados na semana passada, mostram que, apesar dessa política restritiva, entre 2008 e 2012, a velocidade média caiu nas vias paulistanas. No pico da tarde, por exemplo, houve redução de desempenho de 10%.

No ano passado, o trânsito nessa faixa de horário (que vai das 17h às 20h), foi de 18,5 km/h. Cinco anos antes, o patamar era de 20,5 km/h. No pico da manhã, a queda foi de 23,3 km/h para 22,1 km/h.

Veja a lista de vias onde houve flexibilização das regras para os fretados:

- Av. 23 de Maio, entre Av. Tiradentes e Av. Rubem Berta;   

- Av. Rubem Berta, entre Av. 23 de Maio e Av. Moreira Guimarães;   

- Av. Moreira Guimarães, entre Av. Rubem Berta e Av. Washington Luís;   

- Ligação Leste/Oeste, entre Elevado Pres. Arthur da Costa e Silva e Av. Radial Leste;   

- Av. Ipiranga, entre R. Cásper Líbero e Av. São Luís;   

- Av. São Luiz, entre Av. Ipiranga e Av. da Consolação;   

- Vd. 9 de Julho, entre R. da Consolação e R. Santo Antônio;   

- Vd. Jacareí, entre R. Santo Antônio e R. Santo Amaro;   

- R. Maria Paula, entre R. Santo Amaro e Av. Brig. Luís Antônio;   

- Vd. Dona Paulina, entre Av. Brig. Luís Antônio e Pça João Mendes;   

- Pça. João Mendes, entre Vd. Dona Paulina e R. Tabatinguera;   

- Pça. da Sé, entre R. Tabatinguera e Av. Rangel Pestana;   

- Av. Rangel Pestana, entre Pça. da Sé e Vd. 25 de Marco;   

- Vd. 25 de Março, entre Av. Rangel Pestana e Vd. Mercúrio;   

- Vd. Mercúrio, entre Vd. 25 de Março e Av. Mercúrio;   

- Av. Mercúrio, entre R. do Gasômetro e R. da Cantareira;   

- Av. Sen. Queirós, entre R. da Cantareira e Av. Cásper Líbero;   

- Av. Dr. Arnaldo, entre R. Cardeal Arcoverde e Av. Paulista;   

- Av. Antônio Joaquim de Moura Andrade, entre Túnel Ayrton Senna I e Túnel Tribunal de Justiça;   

- Túnel Tribunal de Justiça, entre Av. Antônio Joaquim de Moura Andrade e Av. Pres. Juscelino Kubistchek;   

- Av. Pres. Juscelino Kubitschek, entre Túnel Tribunal de Justiça e Av. das Nações Unidas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.