Há menos reboques, mas os pátios estão lotados

Se por um lado as apreensões de motos dispararam em São Paulo, os reboques de carros na cidade se mantiveram praticamente estáveis. No comparativo com 2009, houve, até mesmo, um decréscimo de automóveis levados para os pátios da CET. A quantidade caiu de 20.455 naquele ano para 16.313 em 2011. Em 2010, foram 14.407, revela a empresa.

O Estado de S.Paulo

12 Março 2012 | 03h04

O coronel Luiz Alberto Reis diz que os pátios de carros estão lotados. "Nós também fazemos a apreensão de carros estacionados em local indevido. Então, temos de manter uma reserva."

Além disso, Reis diz que a PM "está dando ênfase para as motocicletas". "Como têm um tamanho diminuto e conseguimos ter algum resultado, vamos nelas." Já o presidente do Sindimoto, Gilberto Almeida dos Santos, arrisca um palpite. Para ele, montar blitze de moto é mais fácil. "Para fazer uma, você não provoca congestionamento. Imagina blitz para carro na 23 de Maio. Para a cidade." /C.V. e F.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.