''Guias'' são bombeiros e seguranças

Segundo a administração do condomínio do Edifício Martinelli - onde funcionam algumas secretarias municipais, como a de Controle Urbano e de Habitação -, o curto horário de visitação do prédio deve-se à falta de pessoal para acompanhar os turistas no fim de semana.

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

08 Fevereiro 2011 | 00h00

Quem recebe os visitantes são os bombeiros ou chefes de segurança, que contam um pouco da história do prédio. O mesmo acontece no Sampaio Moreira: a visitação segue os horários de trabalho dos artistas que têm ateliê ou exposições temporárias. Não há guia turístico ou informações sobre a história do prédio.

O Banco Santander, que administra o Altino Arantes, afirma que o prédio "abriga departamentos administrativos do Santander" e "mesmo sendo particular, abre as portas para visitas ao mirante de segunda a sexta".

Já a reforma do Teatro Municipal, segundo a Secretaria Municipal de Cultura, está em fase final e a data oficial de reabertura "ainda será definida e oportunamente divulgada". O Solar da Marquesa de Santos deve reabrir "até o fim do semestre".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.