Guarujá registra 2 chacinas em menos de 48 horas; 6 mortes

No caso ocorrido na noite de quarta-feira, três pessoas ficaram feridas e seguem internadas

Ricardo Valota, do estadão.com.br, e Andressa Zanandrea, do Jornal da Tarde,

31 de janeiro de 2008 | 06h32

Três pessoas foram assassinadas e três sobreviveram em uma chacina no Guarujá, litoral sul paulista. É o segundo caso do mesmo tipo registrado em menos de 48 horas na cidade. Por volta das 21 horas de quarta-feira, 30, seis pessoas conversavam na Rua das Magnólias, no Jardim Santo Antonio, quando desconhecidos armados, ocupando várias motos, pararam em frente ao grupo e começaram a atirar. Todas as vítimas foram levadas ao Hospital Santo Amaro. Tentativa de chacina mata 2 e deixa um em coma na Grande São Paulo Morreram Nelson de Carvalho Caetano, de 33 anos, Luciano Ícaro da Silva Santos, de 30 anos, e Ricardo Pelegrini Lopes, de 21 anos. Michel Anderson Cruz de Oliveira, 20, Michel Bezerra Santana, 25 anos, e Maria José de Oliveira Souza, de 52 anos, seguem internados. Na madrugada de terça-feira, 29, três jovens foram mortos a tiros em uma favela, localizada na Rua Uruguai, no bairro da Enseada. Josias Soares Mariano, de 18 anos, Renato Santos Cândido, 16, e Aline Cruz Barbosa da Cruz dos Santos, 18, estavam em um barraco quando três homens encapuzados e armados bateram na porta e chamaram um deles pelo nome. No momento em que a porta foi aberta, os bandidos entraram na casa e levaram as vítimas para o quintal, onde os executaram a tiros.

Tudo o que sabemos sobre:
Guarujáchacinapolícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.