Guardas civis são baleados ao flagrarem invasão de banco

Três foram feridos, mas estão fora de perigo; bandidos estavam armados com fuzis e metralhadoras

Ricardo Valota, Paulo Maciel e Daniela do Canto, Central de Notícias

12 Março 2009 | 05h39

Três guardas civis metropolitanos municipais foram baleados, por volta das 2h30 desta quinta-feira, 12, ao flagrarem um grupo de criminosos no interior de uma agência do Banco Itaú, na Avenida Sapopemba, junto à Praça Torquato Plaza, no Jardim Grimaldi, zona leste da capital paulista. Aparentemente nada foi levado dos caixas. Um deles ficou parcialmente destruído. Ao receberem a informação de uma testemunha que percebeu uma movimentação estranha no interior da agência, os guardas deslocaram-se até o banco. Lá foram recebidos a tiros pelos bandidos, fortemente armados, alguns de fuzis e metralhadoras. Uma viatura da corporação foi atingida por pelo menos 10 tiros. Uma agência do Bradesco, localizada na mesma avenida, também teve os vidros perfurados por balas. Três guardas, identificados como Ednir, Sérgio e Stevanin, foram baleados e encaminhados ao pronto-socorro do Jardim Iva. Atingido na cabeça, Sérgio era o ferido em estado mais grave, mas não corre mais risco de morte. Na fuga, a quadrilha deixou no local um Astra, três maçaricos e dois botijões de gás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.