Guarda denunciado por puxar orelha de criança

O comandante da Guarda Municipal de Piedade (SP), Antônio Santti, foi denunciado pelo Conselho Tutelar após puxar a orelha de um garoto de 12 anos na frente de uma escola estadual. O menino teria sido suspenso por participar de guerra de bolinhas de papel, mas em vez de ir para a casa, ficou na frente do estabelecimento. Segundo testemunhas, Santti teria agarrado a orelha do menino e falado "vai para casa, vagabundo". Ele nega a agressão verbal e disse que não usou força. "Foi uma brincadeira." O caso foi no dia 19, mas só chegou ao conhecimento da Polícia Civil anteontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.