Guarda-civil é morto em assalto na zona sul

Ele voltava para casa após noite de trabalho quando foi surpreendido e teve a moto levada

O Estado de S. Paulo,

16 Março 2014 | 14h29

SÃO PAULO - Um guarda-civil metropolitano foi assassinado a tiros pouco depois de deixar a base onde trabalhava, na zona sul da capital, na manhã deste domingo, 16. Orlando Bento Sousa, de 52 anos, voltava para casa de moto, uma Honda Falcon, quando, segundo a polícia, sofreu uma tentativa de roubo.

A Polícia Militar só foi chamada depois do tiroteio, e encontrou Sousa caído na Avenida Alberto Alves, no Morumbi, já sem a moto. A arma da Guarda Civil Metropolitana também não foi encontrada. Ele foi levado para o Hospital do Campo Limpo, também na zona sul, mas não resistiu.

A Polícia Científica esteve no local. Foi encontrado um revólver com numeração raspada e um capacete no local, mas sem pistas dos criminosos. Nos bolsos de Sousa, havia munição de calibre 38 e documentos pessoais.

O caso foi registrado como latrocínio (roubo seguido de morte) no 89o. Distrito Policial (Portal do Morumbi).

Mais conteúdo sobre:
violência segurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.