Guarda civil é morto a tiros em Guarulhos

Ele foi atingido por vários disparos, mas autor conseguiu fugir

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

20 de novembro de 2008 | 12h57

O guarda civil metropolitano Elias Freitas Mendonça, de 37 anos, foi morto a tiros nesta quinta-feira, 20, no cruzamento entre as Ruas Cicero Dantas e Barra do Santo Antônio, no bairro Jardim Brasil, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), por volta das 5h30, policiais militares encontraram o corpo dele caído na calçada. Um homem de 40 anos é o suspeito de ter efetuado os disparos.   De acordo com SSP, a ex-esposa do investigado contou à polícia que vinha sendo ameaçada de morte por ele. O suspeito, que recentemente aparentaria estar perturbado e andava agressivo, estaria desconfiado que ela saíra com outros homens. Policiais do Setor de Homicídios de Guarulhos constataram que o GCM foi alvejado 6 vezes no rosto, 3 nas costas e 3 no tórax. A mochila que ele usava para ir ao trabalho sumiu. O caso foi registrado no 4º Distrito Policial do município.   Atualizado às 17h45 para acréscimo de informações

Tudo o que sabemos sobre:
GCM mortoviolênciaGuarulhos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.