Grupo se perde e passa Ano Novo na mata, na Grande São Paulo

Duas foram visitar a Cachoeira do Funil, em Embu-Guaço, na segunda-feira, 30, com a volta marcada para as 13 horas do mesmo dia; apenas um rapaz ainda não foi localizado

Luciano Bottini Filho, O Estado de S. Paulo ,

01 de janeiro de 2014 | 11h50

Um grupo de 11 pessoas se perdeu na mata fechada na região de Embu-Guaçu, na Grande São Paulo - a maioria teve de aguardar pelo resgate na selva na noite de Reveillon. Eles foram visitar a Cachoeira do Funil na segunda-feira, 30, com a volta marcada para as 13 horas do mesmo dia. No entanto,  as duas famílias - com cinco adolescentes e seis adultos - perderam a trilha e ficaram mais de 24 horas sem dar notícias, o que  fez parentes ligarem para o 190.

A operação da Polícia Militar ainda está em finalização nesta quarta-feira, 1, com a  retirada por helicóptero das oito pessoas que esperaram o dia amanhacer para serem socorridas.  Até o meio-dia, apenas um rapaz não havia sido localizado, mas a equipe de resgate diz que ele deverá retornar ao local onde os demais estavam reunidos.

Dois PMs acompanharam aqueles que tiveram de ficar na mata na noite de Reveillon. A ceia para eles não foi farta, já que o grupo não havia levado comida, pois planejava ficar poucas horas na cachoeira.

As buscas do Comando de Operações Especiais (COE) da PM começaram por volta das 13h de terça-feira, 31. No final da tarde de terça, três deles conseguiram ser içados dentro de um cesto por um helicóptero antes da festa da virada, mas a aeronave não tinha visibilidade para continuar o trabalho à noite. Foram retiradas primeiramente duas adolescentes e uma mulher de 55 anos, que tinha problemas de diabetes e foi medicada.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.