Grupo faz passeata contra violência aos moradores de rua no centro de SP

Cerca de 200 pessoas se reuniram na escadaria da Catedral da Sé e, em seguida, se dirigiram até a Câmara Municipal; ato contou com apoio do arcebispo cardeal d. Odilo Pedro Scherer

Priscila Trindade, da Central de Notícias

20 de maio de 2010 | 15h46

 

SÃO PAULO - Cerca de 200 pessoas realizaram um protesto na manhã desta quinta-feira, 20, na escadaria da Catedral da Sé, no centro de São Paulo, contra a violência aos moradores de rua. A ação denominada "Ato pela vida" foi realizada pelo Movimento Nacional da População de Rua, com apoio do Vicariato do Povo da Rua da Arquidiocese de São Paulo e presença do arcebispo cardeal d. Odilo Pedro Scherer.

 

O grupo se reuniu às 9 horas na Praça da Sé e, em seguida, se dirigiu até a Câmara Municipal, onde foram recebidos pela Frente Parlamentar em Defesa da População de Rua. A passeata terminou por volta das 10 horas e foi pacífica, segundo informou a Polícia Militar.

 

No último dia 11, seis moradores de rua foram mortos em uma chacina na região do Jaçanã, zona norte da cidade. As vítimas dormiam sob um viaduto na altura do quilômetro 86 da Rodovia Fernão Dias quando cinco homens armados chegaram em três motos e atiraram várias vezes contra os moradores de rua.

Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.