Grupo faz arrastão durante festa em chácara na Grande SP

Um dos suspeitos seria soldado do Exército; jovem de 20 anos teria se jogado pela janela com medo de ser espancado

Tiago Dantas - O Estado de S. Paulo,

14 Julho 2013 | 12h37

Texto atualizado às 15h15

 

ITAPEVI - Seis pessoas foram detidas no fim da noite de sábado, 13, acusadas de participar de um arrastão em uma festa em Itapevi, na Grande São Paulo. Quatro suspeitos foram reconhecidos pelas vítimas e ficarão presos. Os outros dois foram liberados no início da tarde deste domingo, 14. Um convidado da festa, que teria se jogado da janela, está hospitalizado.

Um dos homens reconhecidos pelas vítimas, Brendo Michael Mendes da Silva, de 19 anos, seria soldado do Exército. Também foram presos Michael José do Nascimento Marinho, de 19, Theylon Raphael Rodrigues da Silva, de 18, e um adolescente de 17 anos.

A festa, que começou por volta das 19h no Sítio Três Marias, foi organizada pela internet. Segundo a polícia, cerca de 30 pessoas participaram do arrastão. Parte do grupo entrou na festa pagando o ingresso de R$ 40. Dentro do sítio, o grupo de assaltantes começou a furtar celulares e a iniciar brigas com os demais convidados.

Um jovem de 20 anos, abordado quando saía do banheiro, foi derrubado no chão e cercado pelos criminosos. Com medo de ser espancado, ele preferiu se jogar pela janela do segundo andar. O jovem teve uma fratura exposta no braço esquerdo, segundo sua família.

Após uma série de tumultos, a Polícia Militar foi chamada. A essa altura, dezenas de celulares, tênis, carteiras e bonés já tinham sido roubados. Os policiais chegaram por volta das 23h, provocando a saída das pessoas do sítio.

Mais conteúdo sobre:
arrastãoItapeviSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.