Polícia Militar
Polícia Militar

Grupo explode carro-forte e mata PM em assalto no interior de SP

Crime aconteceu na Rodovia Carlos Tonani, em Barrinha - suspeitos estão foragidos; soldado morto tinha 28 anos e era filho único

Mateus Fagundes, Especial para o Estado

14 Março 2017 | 02h15
Atualizado 14 Março 2017 | 14h26

SÃO PAULO - Um grupo de ao menos 12 pessoas explodiu um carro-forte e fugiu no começo da noite desta segunda-feira, 13, na cidade de Barrinha, no interior de São Paulo, na Rodovia Carlos Tonani (SP-333). Um policial militar morreu na ação. Nenhum dos suspeitos foi preso.

O crime aconteceu por volta das 19h30. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, dois carros-fortes da Protege estavam em direção à cidade de Ribeirão Preto quando foram cercados por um Honda HR-V, um carro pequeno não identificado e algumas motocicletas. 

Os suspeitos desceram dos carros e das motos e houve intenso tiroteio com os seguranças. Após rendê-los, os assaltantes explodiram o carro-forte e fugiram. Parte do dinheiro ficou espalhada na pista, e o restante foi levado. A quantia não foi informada.

A PM foi acionada para bloquear as vias da região, e um soldado atingido por um disparo de fuzil na cabeça morreu a caminho do hospital. Os suspeitos estão foragidos, e a PM segue fazendo cercos nas estradas da região. 

A vítima é o soldado Erik Henrique Ardenghe. Ele tinha 28 anos, era solteiro e filho único. Ardenghe fazia parte do corpo da Polícia Militar havia seis anos e estava lotado na cidade de Guariba, localizada a cerca de 30 quilômetros do local da explosão do carro-forte.

A Protege informou, em nota, na manhã desta terça-feira, 14, que nenhum funcionário ficou ferido durante a ocorrência.  "A empresa esclarece ainda que está colaborando com as autoridades nas investigações em curso e tem como política de segurança não comentar sobre valores transportados em carros-fortes." / COLABOROU FELIPE CORDEIRO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.