Grupo é preso durante assalto com reféns em loja de fast-food em Mauá

Criminoso armado com metralhadora rendeu 2 fucionárias e se entregou após negociação

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

27 Setembro 2012 | 04h54

SÃO PAULO - Quatro bandidos, entre eles uma mulher e um adolescente de 16 anos, realizaram um arrastão, por volta da 1 hora desta madrugada de quinta-feira, 27, no interior de uma loja do Habib´s, rede de fast-food, localizada na altura do nº 302 da Avenida João Ramalho, no centro de Mauá, no Grande ABC.

 

Três dos criminosos tentaram fugir e foram dominados pela Polícia Militar, acionada por uma das vítimas. Um quarto correu para um escritório, nos fundos do estabelecimento, onde fez dois funcionários reféns. Após negociação com policiais do 30º Batalhão, o criminoso, armado com uma metralhadora caseira calibre 45, resolveu se render. "As conversas duraram cerca de 15 minutos com o assaltante. Não houve disparos de ambos os lados e todas as vítimas ficaram ilesas.", relatou o tenente Andrey Sudatti, da Força Tática do 30º Batalhão e comandante do policiamento noturno em Mauá.

 

Segundo ainda o oficial da PM, havia cerca de 20 pessoas dentro do restaurante quando o local foi invadido pela quadrilha. Um revólver calibre 38, pertencente aos criminosos, cerca de R$ 1.100,00, parte roubado do caixa, oito celulares, relógios, carteiras e joias em geral também foram apreendidos pela polícia com os bandidos. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial central de Mauá. Segundo a polícia, um dos assaltantes já tem passagem por roubo, o outro, por receptação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.