Grupo de trabalho bilateral EUA-SP marca primeira ação prática

Missão técnica vai conhecer a dimensão tecnológica da polícia de Nova York

Mônica Reolom - O Estado de S.Paulo,

26 Março 2013 | 15h23

Um grupo de trabalho bilateral dos governos de São Paulo e dos Estados Unidos foi formalizado na tarde dessa segunda-feira pelo governador Geraldo Alckmin e pelo embaixador norte-americano no Brasil, Thomas Shannon, para desenvolver projetos em educação, pesquisa, segurança, comércio e cooperação com a África. É a primeira vez que os EUA estabelecem relação formal com um governo subnacional na América Latina, de acordo com o assessor especial para assuntos internacionais do governo paulista, Rodrigo Tavares.

O cônsul-geral dos EUA em São Paulo, Dennis Hankins, vai chefiar o grupo pela parte do país americano. Ele ressalta que, diplomaticamente, governos subnacionais estão se tornando tão importantes quando países: "Hoje em dia as cidades e estados jogam um papel muito importante nas relações internacionais".

O grupo já tem a primeira ação prática confirmada: no final de abril, uma missão técnica chefiada pelos secretários de Segurança de Segurança Pública, Fernando Grella, e de Planejamento e Desenvolvimento Regional, Julio Semeghini, irá aos Estados Unidos com o objetivo de conhecer a dimensão tecnológica da polícia de Nova York. Representantes das polícias Civil e Militar acompanharão a viagem, que visa avaliar a possibilidade de implantar tecnologias que envolvem videomonitoramento e bancos de dados criminais no Estado de São Paulo.

O grupo de trabalho bilateral, que deve se reunir trimestralmente até 2014, é composto pela Assessoria Especial para Assuntos Internacionais do Governo de SP; as secretarias estaduais de Segurança, Justiça, Educação e Desenvolvimento Econômico; o Consulado dos EUA em SP e o Itamaraty.

Conheça as prioridades de ação até 2014:

Educação

- Fortalecer o Programa de Intercâmbio Cultural do Centro Paula Souza, que oferece anualmente 550 bolsas de estudo de inglês nos Estados Unidos para alunos e professores de inglês das ETECs e FATECs.

- Assinatura de memorando de entendimento com vistas à adoção de programa de intercâmbio, nos EUA, de alunos e professores de inglês da rede pública. A delegação paulista ficará nos EUA por um mês com despesas pagas pelo Governo de São Paulo. Os primeiros alunos deverão partir em 2014.

Segurança e Justiça

- Proteção a Testemunhas: Organização de seminários conjuntos, visitas técnicas e programas de intercâmbio entre os EUA e o Governo de SP no âmbito do Programa Estadual de Proteção a Vítimas e Testemunhas (Provita) da Secretaria da Justiça do Governo de São Paulo.

- Tráfico de Pessoas: Organização de seminários conjuntos, visitas técnicas e programas de intercâmbio entre os EUA e o Governo de SP no âmbito do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas em São Paulo da Secretaria da Justiça do Governo de São Paulo.

- Participação de policiais civis e militares em cursos de formação nos EUA nas áreas de segurança pública (combate ao tráfico de drogas; cybercrimes, combate à pirataria, à pedofilia, falsificação de moeda e cartões de crédito, combate ao crime organizado), custeados pelo Governo dos EUA. Policiais que participam do programa transformam-se em multiplicadores e viram formadores em SP, exportando o conhecimento para polícias do Peru, Bolívia etc.

- Troca de experiências e boas práticas na organização de eventos esportivos de grande porte.

Comércio e investimentos

- Execução de ações comuns - como seminários, roadshows, visitas técnicas, publicações - visando o crescimento dos investimentos e do comércio bilateral.

África

- Adoção de programas bilaterais que visem o desenvolvimento sustentável de países africanos. Ilustrando a cooperação já ativa com instituições dos EUA, será implantado, em 2013, em Angola e Moçambique, o modelo das padarias artesanais do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, com o apoio da ONG americana Africare.

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

- Adoção de novos acordos entre a FAPESP e universidades paulistas e instituições de ensino superior dos EUA visando a cooperação e o intercâmbio de pesquisadores em áreas de interesse comum.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.