Grupo de moradores de rua ocupa prédio no centro de SP

Cerca de 180 pessoas entraram no edifício - que é particular - por volta das 15 horas deste domingo

Raul Galhardi, Especial para O Estado

05 de outubro de 2014 | 17h43

SÃO PAULO - Um grupo de cerca de 180 moradores de rua ocupou às 15 horas deste domingo, 5, um prédio particular no número 446 da Rua Líbero Badaró, no centro de São Paulo. Segundo informações da Polícia Militar, houve uma tentativa de conciliação com os ocupantes, porém sem sucesso. Por se tratar de um bem particular, caberá ao dono do imóvel acionar a Justiça para solicitar reintegração de posse.

A assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) informou que a Prefeitura age apenas sob determinação judicial e que não há uma equipe disponível para ir ao local. Durante a semana, caso a ocupação permaneça, funcionários da secretaria deverão se reunir com os ocupantes para registrá-los em um cadastro habitacional. "A Secretaria Municipal de Habitação mantém um canal de diálogo aberto econstante com todos os movimentos de moradia. Vale destacar que asocupações prejudicam a politica habitacional vigente", defendeu a assessoria em nota. 

Lideranças da Central de Movimentos Populares (CMP), que reúne dezenas de movimentos sociais, afirmaram desconhecer a ocupação, mas não descartaram a hipótese de que uma das entidades ligadas ao grupo possa ser responsável pela ação. Segundo uma coordenadora do movimento Frente de Luta por Moradia (FLM), o grupo não tem relação com o incidente.

Tudo o que sabemos sobre:
Ocupação SPSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.