Grupo com fuzis explode caixa dentro posto de gasolina em Mauá

Funcionários do estabelecimento foram rendidos; na fuga, grupo atirou contra a PM

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

16 Março 2012 | 05h49

SÃO PAULO - Armados com fuzis e munidos de explosivos, criminosos arrombaram um caixa eletrônico e danificaram parcialmente outro, por volta das 4 horas desta madrugada de sexta-feira, 15, dentro da loja de conveniência em um posto de combustíveis Esso localizado na altura do 2.700 da Avenida Barão de Mauá, no Jardim Miranda, em Mauá, no Grande ABC.

 

Os bandidos chegaram ao local um Fiorino branco e um Citroën. Após render funcionários, os ladrões instalaram explosivos numa máquina do Bradesco e detonaram. Com a explosão, um caixa da rede Banco 24 Horas foi parcialmente danificado. Notas com mancha de tinta ficaram espalhadas no chão.

 

Testemunhas ligaram para o 190. Policiais militares do 30º Batalhão chegaram em meio à fuga dos bandidos, que dispararam tiros de fuzil. A quadrilha conseguiu escapar. Nem os policiais nem as vítimas ficaram feridas. Ainda não há informações sobre o valor levado pela quadrilha. A ocorrência foi registrada no Distrito Policial Central de Mauá.

 

Ataques. Esse é o 28º ataque a caixas eletrônicos na Região Metropolitana de São Paulo apurado pelo estadão.com.br durante o período noturno em 2012. Foram 10 casos na capital e outros 18 na Grande São Paulo, nas cidades de Guarulhos (3), Cotia (3), Osasco (2), Santo André (2), Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Carapicuíba, Barueri, São Bernardo do Campo, Mogi das Cruzes, Vargem Grande Paulista e Mauá. Em 20 dos 28 casos, os criminosos utilizaram explosivos. Seis criminosos foram presos em flagrante. Em 2011, ocorreram pelo menos 145 casos na Região Metropolitana.

Mais conteúdo sobre:
Explosão caixa eletrônico Mauá quadrilha

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.