Pedro da Rocha/AE
Pedro da Rocha/AE

Grupo assalta casa em condomínio e incendeia imóvel com vítima dentro em Barueri

Cinco bandidos foram presos pela Guarda Municipal; um dos moradores da casa e um dos veículos não haviam sido encontrados até as 3h45 desta madrugada

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

30 Março 2012 | 03h51

Atualizada às 8h00 

 

SÃO PAULO - Uma pessoa, ainda não identificada, morreu carbonizada ao ter a casa invadida e incendiada por assaltantes, na noite de quinta-feira, no condomínio Chácara do Peroba, na Alameda República do Uruguai, em Barueri, no limite com Jandira, região oeste da Grande São Paulo.

 

Um Citroën C3 preto, em nome de Dafne Filellini, teria sido levado da residência, não se sabe se com alguma vítima dentro. Os celulares do casal que reside no local, até as 3h45 desta madrugada de sexta-feira, 30, permaneciam na caixa postal. Não se sabe ainda o sexo da pessoa encontrada carbonizada dentro do imóvel, que foi incendiado por volta das 22 horas.

 

O superintendente da Guarda Civil de Jandira, Roberto Gomes, contou que participava de uma operação em uma favela no bairro Jardim Gabriel, quando uma mulher gritou "corre que é a polícia", na Rua Avelino Abreu Silva. Ele viu, então, um homem tentando jogar fora duas malas cheias de objetos. "O casal estava próximo de uma Mercedes ML 430, lotada de produtos de casa", relatou Gomes. O rapaz tentou fugir e tropeçou em uma lavadora de alta pressão.

 

Ambos foram questionados separadamente e as versões conflitavam. Eles acabaram confessando participação em roubo a residência, afirmando que haviam ateado fogo na casa com duas pessoas dentro, apesar de apenas um corpo ter sido encontrado. O filho da mulher, que chegou mais tarde, também acabou detido como cúmplice, assim como outro homem denunciado pelo bando e detido no bairro Jardim Tupã. A Mercedes estava cheia de eletrodomésticos, pratos, objetos pessoais e até mantimentos, como leite em pó. Atrás do veículo, uma Fiorino branca estacionada deveria ser usada para transportar a mercadoria.

 

Pela placa do Mercedes, os guardas conseguiram descobrir o endereço do proprietário do carro e chegaram à residência, que já estava destruída pelo fogo. No local, os bombeiros haviam acabado de apagar as chamas. A moradia possuía câmeras de segurança e cerca elétrica. Apenas um canil permaneceu intacto. Ao lado do corpo encontrado também havia o cadáver de um cachorro. O caso foi registrado no Distrito Policial Central de Barueri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.