Greve é mantida e governador diz não ceder a 'chantagem'

O sindicato dos metroviários mantém agendada uma greve da categoria para quarta-feira. Mas o governador Geraldo Alckmin disse que não cederá a qualquer "chantagem". Os sindicalistas propõem que, durante a paralisação, haja liberação de catracas no lugar de bloqueio de trens.

O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2012 | 03h04

Em outras cincos cidades do País ocorrem greve de metroviários, limitadas ao horário do rush: Belo Horizonte, Recife, João Pessoa e Maceió. No caso, o alvo é a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). /B.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.