Grávida de gêmeos é encontrada morta em hotel de Osasco

Funcionários dizem ter ouvido gritos antes do principal suspeito deixar o local no centro

Estadão.com.br,

05 Março 2012 | 17h07

SÃO PAULO - Uma grávida de 26 anos foi encontrada morta na tarde de domingo dentro de um hotel no centro de Osasco. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o companheiro dela é procurado, suspeito de ter cometido o assassinato na Rua Dona Primitiva Vianco.

Dalila Pereira de Andrade foi encontrada sobre a cama do quarto por funcionárias do hotel. De acordo com a SSP, a vítima chegou ao local na manhã de domingo, dia seguinte ao que Isacc Nunes Carlucci, de 30 anos, se hospedou. Ele foi identificado através de câmeras de segurança do hotel como acompanhante da mulher.

Os funcionários do hotel disseram, em depoimento, que ouviram gritos por volta das 17h e, em seguida, Carlucci deixou o local, dizendo que iria comprar o jantar do casal. Desconfiadas, as funcionárias foram verificar o quarto e acharam Dalila morta. A Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Médico de Urgências (Samu) foram acionados.

A perícia encontrou no quarto um cartão gestante que informava que Dalila estava grávida de gêmeos há 7 meses. O caso foi registrado no 5.º Distrito Policial de Osasco como homicídio qualificado.

Mais conteúdo sobre:
grávida Osasco assassinato hotel

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.