Gravações mostram ação discreta e bem organizada

Imagens do circuito interno de segurança da Câmara entregues à polícia mostram a ação de uma quadrilha orquestrada, que agiu de forma discreta. No momento do furto, uma jovem alta e bem vestida orientava três homens que estavam dentro do plenário desde o meio-dia, quando começou a CPI da Cantareira. Com o fim dos trabalhos da comissão, três homens, quase ao mesmo tempo, retiraram sacolas biodegradáveis das mochilas que carregavam para envolver os notebooks e guardá-los de volta.

O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2012 | 03h03

Para não chamar a atenção da segurança, um quarto homem se posicionou na frente da mesa onde estavam os três PMs que fazem a segurança da entrada do plenário. Com um celular, dava ordens ao grupo.

Às 14h17, imagens mostram os cinco suspeitos, todos em trajes sociais, saindo juntos pela porta principal do Legislativo, de frente para o número 100 do Viaduto Jacareí, um dos locais mais movimentos do centro de São Paulo. Eles não foram incomodados por seguranças em nenhum momento.

Segundo o Estado apurou, por volta das 14 horas, um dos assessores que acompanhavam a preparação para o início da sessão ordinária estranhou a movimentação no plenário e ligou para a chefia da PM.

"Quando o pessoal chegou para me atender, os quatro aparelhos já tinham sumido. Estava estranhando justamente aqueles rapazes de mochilas circulando em volta da mesa do (vereador Claudio) Fonseca", afirmou o servidor, que pediu anonimato.

A movimentação atípica na Casa era resultado ainda de um evento com adeptos da "slow food", promovido pelo vereador Gilberto Natalini (PV) na Sala Prestes Maia, também no primeiro andar. Cerca de 30 pessoas participavam do evento no momento do furto.

Segundo a Mesa Diretora, ainda não é possível saber se os suspeitos estavam efetivamente em algum dos eventos ou apenas se aproveitaram da movimentação para furtar. / A.F. e D.Z.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.