Grafiteiros vão colorir ruas da Cracolândia

Programa da Prefeitura prevê intervenções artísticas e novo mobiliário urbano em 12 quadras do bairro

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

26 de junho de 2014 | 15h12

SÃO PAULO - Os muros, as calçadas e o mobiliário urbano de 12 quadras da Cracolândia, na região central, que ficam no entorno do Programa Braços Abertos da Prefeitura irão ganhar mais cores a partir do próximo domingo, 29, quando será lançado o programa Cidadania nas Ruas da Luz, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. Estão previstas diversas intervenções na região: grafites, estêncil, lambe-lambe, construção de hortas comunitárias, entre outras ações culturais e pedagógicas.

De acordo com William Nozaki, coordenador de promoção de direito à cidade da pasta, a ideia é unir dependentes químicos, moradores da região e comerciantes em projetos de revitalização. "Queremos criar um clima de conexão entre direitos humanos e direito à cidade, promovendo o encontro do usuário estigmatizado, com o morador e o comerciante para requalificar o espaço físico", afirmou. Uma equipe da prefeitura irá ficar na região entre segunda e quinta-feira, por um período de dez meses, para receber as propostas de artistas, artesãos e moradores. Segundo Nozaki, o conceito que a Prefeitura quer aplicar na região é o de, por exemplo, fazer com que um grafiteiro, com a ajuda de um dependente químico, possa fazer uma painel da fachada de uma comércio. O resultado, além da parte artística, é a interação entre as pessoas que vivem na Luz.

Em parceria com a Subprefeitura Sé, responsável pelo bairro, as ruas da Cracolândia também irão ganhar um mobiliário urbano novo e com um visual diferente.Como nas pinturas, a Prefeitura também pretende promover a integração. "Temos problematizado a questão de que São Paulo tem mais espaço para as pessoas passarem do que para ficar. Se não incentivarmos isso, não conseguimos discutir os direitos humanos", explicou Nozaki. Apesar do lançamento oficial ser apenas no próximo domingo, já é possível ver um exemplo de como irá ficar a região. A fachada de uma lanchonete na esquina da Alameda Barão de Piracicaba com o Largo Sagrado Coração de Jesus foi revitalizada com  lambe-lambe e desenhos. O mesmo foi feito no galpão da Prefeitura usado pelos garis que trabalham no Programa Braços Abertos. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.