Grafiteiro homenageia vítimas em muro da escola Raul Brasil, em Suzano

Grafiteiro homenageia vítimas em muro da escola Raul Brasil, em Suzano

Mural feito por Francisco Oliveira traz os rostos das funcionários e dos estudantes mortos no ataque

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

25 de março de 2019 | 17h21

SÃO PAULO - O artista Francisco Oliveira, de 24 anos, fez um grafite em homenagens às duas funcionárias e aos cinco alunos mortos na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na região metropolitana de São Paulo. A pintura do mural ocorreu durante a manhã e a tarde desta segunda-feira, 25, em uma das entradas da instituição.

O grafite reproduz os rostos das vítimas sobre o muro branco, onde também foi pintado um par de asas coloridas. "É uma homenagem, fiz com grafite porque trabalho com isso", explica Oliveira. Morador de Guarujá, no litoral de São Paulo, ele foi a Suzano exclusivamente para fazer o mural.

Filho da coordenadora Marilena Umezu, morta no massacre, o engenheiro Vinicius Umezu aprovou o resultado do grafite. Ele chegou a compartilhar o resultado em rede social. 

O mural recebeu majoritariamente elogios nas redes sociais. Há, contudo, algumas pessoas que comentaram sobre a pintura trazer a lembrança de um momento triste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.