GPS poderá dar pistas de milionário que sumiu

A Divisão de Homicídios da Polícia de Fort Lauderdale, na Flórida, que investiga o desaparecimento do milionário brasileiro Guma Aguiar, de 35 anos, vai agora pesquisar os registros do GPS de seu barco - que apareceu encalhado na Praia de Fort Lauderdale na quarta-feira - e tentar rastrear o sinal de seu celular. As buscas pelo corpo, no entanto, já foram encerradas. A divisão informou que a família do brasileiro ainda não procurou o consulado. A fortuna de Aguiar é avaliada em cerca de US$ 100 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.