GPS de celular ajuda PM prender dupla após arrastão em frente ao Mackenzie

Bando de cinco homens armados assaltaram bar na região central de São Paulo

Pedro da Rocha e Ricardo Valota, do estadão.com.br,

20 de junho de 2012 | 06h19

Atualizado às 7h45 para acréscimo de informações

SÃO PAULO - O bar The Joy, localizado em frente à Universidade Mackenzie, foi alvo de um arrastão na madrugada desta quarta-feira, 20. Cinco homens, pelo menos três deles armados, invadiram o local e roubaram os mais de 20 clientes que estavam no estabelecimento, no número 530 da Rua Maria Antônia, na região da Consolação, área central da capital. Também foram levados mil reais do caixa. A Polícia Militar (PM) conseguiu prender um suspeito e apreender um adolescente depois de rastrear o celular de uma das vítimas.

De acordo com testemunhas, os criminosos chegaram em um Jetta prata e pararam em frente ao bar. O segurança do estabelecimento, Jonas Domingo de Castro, de 46 anos, contou que um dos bandidos o rendeu do lado de fora. "Ele perguntou se eu estava armada, eu disse que não. Então mandou que eu e mais seis pessoas entrássemos", relatou. Uma delas foi o bacharel em direito Daniel Medeiros Mortati, de 25 anos, que esperava os amigos saírem do bar, "voltei e disse a todos que era um assalto. Ficamos sem reação", contou Daniel.

Na bar um o grupo anunciou o assalto mostrando as armas. "Os bandidos foram agressivos e passaram roubando celulares, bolsas, carteiras e relógios de todos", disse o bacharel em direito Gustavo Henrique Campos, de 23 anos, uma das vítimas. Testemunhas contaram que um dos clientes não percebeu o assalto e tentou puxar a bolsa da amiga da mão de um dos criminosos. Ele levou um tapa na cara, caiu no chão e ficou imobilizado pelas pernas do criminos. Outro rapaz recebeu uma coronhada por ter tentado enganar o ladrão dizendo que já havia entregado a carteira.

As vítimas relataram que o assalto durou pouco mais de um minuto. Os bandidos fugiram levando a gaveta do caixa com mil reais.

Dois dos criminosos foram localizados por policiais militares na Baixada do Glicério, graças a um programa de rastreamento instalado no celular roubado de uma das vítimas. O tenente Felipe Justo, do 7º Batalhão, contou que cinco suspeitos estavam reunidos em uma das ruas do Glicério. "Eles correram quando viram a viatura. Detivemos dois deles, que estavam com pertences de vítimas e a chave do Jetta", afirmou o tenente. O carro não foi encontrado.

Foi preso Lincon Correia da Silva, que tem passagem na Justiça por roubo a condomínio, e apreendido o menor R.F.P, de 16 anos. O caso foi registra no 8º Distrito Policial, do Brás/Belém.

Visualizar Arrastões em restaurantes em um mapa maior

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.