Governo relança campanha de aids

O Ministério da Saúde relançou ontem uma versão suave da campanha de prevenção de aids voltada para prostitutas, suspensa há dois dias. Das seis peças originais, restaram três - a polêmica Sou Feliz Sendo Prostituta foi retirada. Agora, todas trazem a frase: "Prostituta que se cuida usa sempre camisinha". O governo quer reduzir o desgaste do ministro Alexandre Padilha, que nesta semana exonerou o diretor do departamento de DST e Aids, Dirceu Greco - dois adjuntos se demitiram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.