Governo inicia limpeza de 25 piscinões na Grande São Paulo

Empresa contratada pelo DAEE nesta semana começa a fazer manutenção dos reservatórios após 9 meses

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

09 de janeiro de 2014 | 16h52

SÃO PAULO - O governo de São Paulo começou nesta quinta-feira, 9, a limpar os 25 piscinões da Grande São Paulo que estavam há nove meses sem manutenção. Segundo o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), serão investidos R$ 3,8 milhões para recuperar os reservatórios até o fim de janeiro e mantê-los em boas condições por seis meses, quando o Estado espera ter concluído a Parceria Público-Privada (PPP) que concederá as áreas à iniciativa privada.

O DAEE informou que a empresa contratada DP Barros vai priorizar nos primeiros dias os piscinões mais problemáticos. São eles: Piraporinha, em Diadema, Nova República, em Embu das Artes, Petrobrás, em Mauá, e Parque Pinheiros, em Taboão da Serra. Este último ficou completamente alagado após a chuva que caiu no fim de dezembro porque todas as bombas estavam quebradas, causando risco de enchente nas ruas do entorno.

A prioridade é esvaziar todos os piscinões. "Com esse contrato, o Governo do Estado assume um trabalho em auxílio às prefeituras da Região Metropolitana. A equipe técnica do DAEE está priorizando as intervenções nas bombas e equipamentos eletromecânicos quebrados", informou o órgão. Segundo o DAEE, metade das 70 bombas estão quebradas ou desligadas, mas nem todos os reservatórios funcionam com os equipamentos.

"Ressaltamos que os piscinões não perderam sua funcionalidade e, portanto, não têm a capacidade de armazenagem comprometida. Prova disso é que o próprio Piraporinha, que suportou muito bem os 40 milímetros de chuvas na noite de ontem (8)", completou o departamento.

PISCINÕES QUE SERÃO LIMPOS

1 - Paço Municipal (Mauá)

2 - Petrobrás (Mauá) 

3 - Corumbé (Mauá) 

4 - Jd. Sonia Maria (Mauá) 

5 - Mercedes Bens (Diadema) 

6 - Piraporinha (Diadema) 

7 - Ecovias Imigrantes (Diadema) 

8 - Vila Rosa (São Bernardo do Campo)

9 - Volks Demarchi  (São Bernardo do Campo)

10 - Praça dos Bombeiros (São Bernardo do Campo) 

11 - Chrysler  (São Bernardo do Campo) 

12 - Mercedes Paulicéia (São Bernardo do Campo) 

13 - Canarinho (São Bernardo do Campo) 

14 - Taboão  (São Bernardo do Campo) 

15 - Ford Fábrica (São Bernardo do Campo) 

16 - Ford/Av.Taboão  (São Bernardo do Campo) 

17 - Capitão Casa (São Bernardo do Campo) 

18 - São Caetano (São Caetano do Sul)

19 - Faculdade de Medicina  (Santo André)

20 - Olaria (São Paulo)

21 - Nova República  (Embu das Artes)

22 - Parque Pinheiros  (Taboão da Serra)

23 - Portuguesinha (Taboão da Serra)

24 - Rochdalle (Osasco)

25 - Bonança (Osasco)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.