Governo estuda proibir até notícias e filmes violentos

A proposta sobre plantar e vender oficialmente maconha faz parte de um plano mais amplo, com 15 medidas de combate à violência. Entre as medidas está o veto à transmissão de filmes ou notícias policiais violentas que possam estimular atos agressivos entre os jovens. Os canais de televisão que transmitirem imagens violentas poderão sofrer punições monetárias.

O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2012 | 03h04

Além disso, o plano de segurança do governo uruguaio prevê penas mais duras para adolescentes que cometerem crimes - o Congresso já discute a redução da maioridade para 16 anos - e o aumento em um terço das penas de prisão para policiais que participarem de casos de corrupção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.