Governo diminui número de vôos em Congonhas

Aeroporto reduz de 44 para 33 movimentos por hora; cúpula do setor aéreo avalia condição da pista principal

Tânia Monteiro, do Estadão,

19 de julho de 2007 | 13h12

O governo decidiu reduzir de 44 para 33 movimentos/hora (pousos e decolagens) o tráfego no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, enquanto estiver operando apenas com a pista auxiliar. Há duas semanas, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) já havia decidido reduzir de 48 para 44 esse movimento.  Veja também:  Lista completa dos mortos Quem são as vítimas do vôo 3054 As histórias das vítimas da tragédia O local do acidente Opine: o que deve ser feito com Congonhas? Os acidentes mais graves da aviação brasileira Cronologia da crise aérea Conheça o Airbus A320 A repercussão da tragédia no mundo Assista a vídeos feitos no local do acidente Conte o que você viu e o que você sabe   Galeria de fotos   Tudo sobre o acidente da TAM   Na tarde desta quinta-feira, 19, será realizada uma reunião entre a Anac, Infraero e a Aeronáutica, em São Paulo, para avaliar as condições da pista principal, e decidir se ela será reaberta ou não, na sexta, como estava previsto. A determinação acontece dois dias após o acidente com o vôo 3054 da TAM em Congonhas, que levava 186 pessoas a bordo. O Airbus A320 chegou a pousar em uma das pistas do aeroporto, mas atravessou a Avenida Washington Luís, batendo em um prédio da companhia aérea e causando uma explosão. Segundo o Corpo de Bombeiros, até a manhã desta quinta-feira 181 corpos foram tirados do local do acidente, destes, 173 foram encaminhados ao IML, 12 já foram identificados e nove já foram liberados.

Tudo o que sabemos sobre:
vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.