Governo devolve 200 policiais civis para delegacias de São Paulo

Agentes estavam trabalhando no Detran; até 2012, previsão é que número chegue a mil

Marcela Bourroul Gonsalves, estadão.com.br

29 de agosto de 2011 | 14h51

SÃO PAULO - O governador de São Paulo Geraldo Alckmin afirmou nesta segunda-feira, 29, que 200 policiais que trabalhavam no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) já retornaram à Polícia Civil. O deslocamento foi possível pois, em março deste ano, o Detran foi transferido da Secretaria da Segurança Pública (SSP) para a Secretaria de Gestão Pública.

 

Com isso, a vaga de policiais será preenchida por professores e oficiais administrativos, além de funcionários terceirizados, que farão julgar recursos e aplicar exames, entre outras atividades no departamento.

 

A previsão é que daqui seis meses o número de delegados, investigadores e escrivães de volta ao trabalho na Polícia Civil chegue a 1 mil. O secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, disse que a transferência dos policiais foi decisiva para a implantação do novo modelo de gestão nas delegacias da capital, com a criação das Centrais de Flagrantes e de Polícia Judiciária.

 

Nova unidade. Nesta segunda foi inaugurada uma unidade piloto do Detran em Interlagos, zona sul da capital, com novo padrão de qualidade. Além de mudanças na estrutura física, no mobiliário e equipamentos, o local recebeu outras melhorias, como condições de acessibilidade e organização do fluxo de atendimento por meio de senha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.