Governo de SP libera verba para construção de creches municipais

Alckmin afirmou que fará pregão no dia 7 de agosto para que 521 cidades recebam vans, micro-ônibus ou ônibus escolares

Bárbara Ferreira Santos, O Estado de S. Paulo

29 Julho 2013 | 15h10

SÃO PAULO - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou nesta segunda-feira, 29, a liberação de verbas a prefeituras para a construção de creches municipais. Prefeitos de 315 cidades do interior firmaram um convênio para construção de 439 unidades de ensino nesta segunda. 

Anteriormente, haviam sido realizadas parcerias com 231 prefeituras no programa "Creche Escola" e gastos R$ 358 milhões. Com a ampliação, o investimento chega a R$ 928 milhões. A meta, segundo o governo, é investir R$ 1 bilhão até 2014.

"Quem constrói é a prefeitura, ela licita, ela constrói e ela fiscaliza. As creches são de R$ 1,5 milhão a R$ 1,7 milhão e nós também pagamos os mobiliários na penúltima liberação de recursos, em torno de R$ 180 mil. As prefeituras terão quase R$ 2 milhões", afirmou Alckmin.

São Paulo foi a primeira cidade a firmar parceria com o Estado, com previsão de construção de 100 creches, segundo Alckmin. A primeira unidade, no entanto, será inaugurada nesta sexta-feira, em Lençóis Paulista.

Segundo o secretario da Educação, Herman Voorwald, hoje há 91 obras e 77 em licitação. "A proposta é que no segundo semestre a grande maioria esteja sendo licitada ou em obras", afirmou.

O governador ainda afirmou que vai ampliar o repasse aos municípios da verba de merenda escolar, que vai de R$ 0,25 por aluno para R$ 0,50. Ele disse também que no dia 7 de agosto haverá um pregão para que 521 cidades recebam vans, micro-ônibus ou ônibus escolares.

Mais conteúdo sobre:
Geraldo Alckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.