Governo de SP lança programa para empregar ex-detentos

Órgãos poderão exigir 5% de vagas aos ex-presidários das empresas vencedoras das licitações estaduais

Central de Notícias,

07 de dezembro de 2009 | 20h01

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), anunciou nesta segunda-feira, 7, um programa que empregará ex-detentos que cumprem medida socioeducativa. O objetivo é estimular a inclusão na sociedade e no mercado de trabalho de egressos das penitenciárias paulistas e da Fundação Casa.

 

O Pró-Egresso é uma parceria entre as secretarias estaduais do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), da Administração Penitenciária (SAP) e da Justiça e da Defesa da Cidadania (SJDC). Agora, os órgãos estaduais poderão exigir 5% do número de vagas aos ex-detentos das empresas vencedoras das licitações de obras e serviços.

 

A Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) irá captar vagas no mercado de trabalho paulista, inseri-las no Emprega São Paulo e fazer, nos Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs), a inscrição dos ex-detentos. Esses cadastros também poderão ser feitos em unidades da Coordenadoria de Reintegração Social e Cidadania (CRSC).

 

A SERT vai oferecer também vagas em cursos gratuitos do Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ).

Tudo o que sabemos sobre:
SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.