Governo abre Fábrica de Cultura no Capão

O governo de São Paulo inaugurou no Capão Redondo, na zona sul de São Paulo, uma Fábrica da Cultura, como são chamados esses novos centros culturais. O lugar tem 4,2 mil m² e vai abrigar ateliês de iniciação artística com 625 vagas para alunos - haverá ainda 100 vagas para cursos de nível de aprimoramento. A fábrica pode abrigar eventos culturais, como shows, apresentações de dança, sessões de cinema. Ela é a sétima aberta em áreas com poucos equipamentos de lazer na cidade - normalmente em regiões periféricas.

O Estado de S.Paulo

24 de dezembro de 2012 | 04h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.