Governadora pede criação de grupo de apoio a familiares

 A governadora Yeda Crusius determinou ao chefe da Casa Militar, coronel Dalmo dos Santos Nascimento, que monte um grupo de apoio no Aeroporto Salgado Filho para prestar a assistência que for necessária à Infraero e a familiares de vítimas do acidente  ocorrido próximo ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com o avião da TAM que partiu de Porto Alegre no final da tarde desta terça-feira (17). As informações são do site do governo do Estado. A aeronave, que fazia o vôo JJ 3054, teria se chocado com um depósito, depois de derrapar na pista e atravessar a Avenida Washington Luís. De acordo com as primeiras informações da Infraero, 175 pessoas estariam a bordo. O grupo que prestará atendimento  no Aeroporto Salgado Filho será composto por integrantes da Defesa Civil do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.