Gosta de beber? Faça um tour por Bares de SP

Acontece hoje o Pub Crawl, ou ''rastejando de bar em bar'', ideia importada de outras capitais do mundo. Por R$ 50, 'turista' conhece 4 locais diferentes

Paulo Sampaio, O Estado de S.Paulo

28 Janeiro 2011 | 00h00

Beber, beber, beber até ficar tontão e caminhar pelas ruas da cidade sem medo de cair na sarjeta já é possível. Basta integrar o Pub Crawl, evento que tem estreia marcada para hoje e reúne 50 pessoas em um tour a pé por três bares e uma balada da cidade. Acompanhado dos organizadores e de seguranças, o bebum aqui tem mais chances de saber aonde vai chegar - e como.

Mas a intenção não é induzir ninguém ao coma alcoólico. "A ideia é prestar um serviço e mostrar o que há de melhor na noite da cidade. Nosso público-alvo é o turista, que em São Paulo não encontra nenhum programa tão informal para visitar os bairros caminhando", explica um dos sócios do Pub Crawl, Kyu Shin, de 25 anos, que é economista e trabalha no mercado financeiro.

Embora seja uma novidade no Brasil, o Pub Crawl (em uma tradução livre, rastejando de bar em bar) tem versões nas principais capitais do mundo. Desde o final do século 19, ingleses, irlandeses e australianos já se arrastam de pub em pub. Na América do Sul, há versões do tour na Argentina e no Chile. Em Portugal, é chamado de rastejada.

"Já tinha ouvido falar no Pub Crawl por um amigo que participou em Buenos Aires, e me interessei quando soube pelo Facebook que eles iam fazer no Brasil. Gosto da ideia de sair por São Paulo sem carro", diz o empresário Eduardo Belotto, de 28 anos, um dos participantes.

Responsabilidade. Antes de sair para a caminhada, que se inicia com uma hora de open bar no primeiro estabelecimento - nos outros, o seguidor ganha apenas um drinque -, o participante tem de assinar um termo de responsabilidade e se comprometer a manter, digamos, a dignidade. Ele ganha também uma pulseirinha identificadora. "Atos de vandalismo serão punidos com a expulsão. Todo mundo é bem grandinho: não dá pra sair chutando lata. Nossa imagem está em jogo", afirma Shin.

Nesta primeira edição, que já está com a lotação esgotada, o tour vai começar no Açaí Beach Bar, na Rua Augusta, seguir até o The Lord, na esquina da Alameda Itu e Rua da Consolação, passar pelo Exquisito e o Sonique, ambos na Rua Bela Cintra, e terminar na balada Happy News, na Rua dos Pinheiros.

Antes que o interessado em participar se assuste com a ideia de caminhar da Bela Cintra, região central, até Pinheiros, na zona oeste, justamente no momento em que tem mais chances de estar trocando as pernas, Shin explica que o último trecho será feito de ônibus. "No Sonique, o participante tem a opção de ficar ou seguir para a balada", diz Shin.

Em cada bar, ele explica, o grupo passará 45 minutos. Com mais 15 de caminhada entre um e outro, dá uma hora.

Cinco pessoas da organização e três seguranças acompanham os bebuns noite afora. Um fotógrafo fará registros para publicar no site do evento, no dia seguinte.

"Nós, os organizadores, não bebemos uma gota de álcool. Alguém precisa ficar sóbrio para acompanhar esse rebanho", pondera Shin.

Serviço

Pub Crawl. Próximas Edições: Hoje (Esgotado) E nos Dias 4 e 10 de Fevereiro, Em Bares da Vila Madalena. Inscrições: Www.Pubcrawlsp.Com. Preço: R$ 50 (Antecipado) Ou R$ 70 (Na Hora).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.