Goleiro é punido por enviar carta a Macarrão

O ex-goleiro Bruno Fernandes foi afastado do trabalho de faxina que fazia diariamente na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG). Ele foi punido por enviar cartas por meio de seu advogado para fora do presídio. A correspondência teria de passar pela direção. Em uma das cartas, ele pede ao amigo Macarrão que assuma a culpa pela morte de Eliza Samudio. A cada 3 dias de trabalho, a pena diminui 1 dia.

O Estado de S.Paulo

14 Julho 2012 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.