Gloria Kalil orienta manifestantes: contra gás lacrimogêneo, prefira algodão

A consultora de moda Gloria Kalil publicou em seu blog Chic algumas dicas de como se vestir para ir aos protestos que se espalham pelo Brasil. "Mais que cores partidárias ou máscaras fantasiosas, é preciso pensar em peças utilitárias para enfrentar a guerra e se proteger", escreveu.

O Estado de S.Paulo

18 Junho 2013 | 02h04

Gloria explica, por exemplo, que tecidos acrílicos são ruins para ser embebidos com vinagre e proteger contra gás lacrimogêneo - os de algodão são melhores. Ela recomenda que manifestantes usem roupas de tecido grosso para proteger a pele contra balas de borracha e estilhaços de bombas de efeito moral. Outra dica é usar calçados confortáveis: "Se tudo der certo, você vai andar muito. Se algo der errado, pode ter de correr". E Gloria termina: "É isso. Nos vemos nas ruas".

Mais conteúdo sobre:
Protestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.