Girl Talk inicia o segundo dia do TIM festival 2007

Freqüentadores dançam ao som do que vier e se preparam para as principais atrações de domingo

Monique Oliveira, do estadao.com.br,

27 de outubro de 2007 | 02h23

De burburinho em burburinho, o Girl Talk, encabeçado pelo DJ Gregg Gillis, começou o segundo dia do TIM Festival 2007, na The Week, em São Paulo, conhecido por produzir mash-ups - que não são remixes. O black tocou do hit dos anos 80 Sweet dreams ao auge da pistas dos anos 90 com Sugar Daddy. A mistura de vários sons, ritmos e falas levantou os que chegavam ao clube no início da noite desta sexta-feira, 27.   Na segunda pista, Alexandre Herchocovitch & Johnny Luxo, "figurinhas" da noite paulistana, agitavam com o projeto Alelux!; no Clube Glória tocam house dos anos 90 para quem não quer ver as novidades e está a fim de um pouco mais do mesmo. Eles ainda vão fechar a noite logo depois do norueguês Lindstron, que para muitos promete ser o ponto alto da noite.   Seguido dos "fashiniostas" Herchocovitch & Johnny Luxo, Daniel Haaksnan tocou para meia dúzia de pessoas também na segunda pista. Ele, um dos maiores divulgadores do Batidão Carioca em Berlim, misturou funk, broken bit com hip hop. Apesar da genial junção, a quantidade de pessoas e o horário infeliz não deram a audiência que o DJ merece.   Com line-up não definido e sem a visão de quem está tocando, os freqüentadores dançam ao som do que vier e se preparam para as principais atrações de domingo, que misturam eletrônicos, Hot Chip e cantora islandesa Björk aos roqueiros indie do Arctic Monkeys.

Tudo o que sabemos sobre:
tim festivalsão paulothe week

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.